Invasão de Privacidade na Bahia

Mais um caso de invasão de privacidade. Uma câmera Speed Dome instalada em um local inadequado gerou um grave problema de ética e invasão de  privacidade. Esta é uma questão importante e as empresas instaladoras e profissionais de sistemas de CFTV tem obrigação de conhecer as limitações de aplicação da tecnologia, para não ferir direitos básicos da população nem a legislação.

GBarbosa filma as clientes no provador

Rosemary Rodrigues prestou queixa na 9ª Delegacia
















Imagine-se experimentando uma roupa no provador de uma loja e, quando
você menos espera, percebe que tem uma câmera lhe filmando. Foi o que
aconteceu neste domingo, por volta das 14 horas, no supermercado
GBarbosa localizado no Costa Azul, com a administradora de empresas
Rosemary Rodrigues da Silva, 39 anos.

“Fui experimentar uma calça. Tirei a que estava vestida e, quando olhei
para cima, percebi a câmera me filmando. Tomei um susto, tentei me
esconder no cantinho do provador, mas não adiantava, porque, pelo
espelho, dava para me ver completamente. Fiquei nervosa, tremendo. Me
senti invadida e estou indignada”, declara ela, que prestou queixa na
9ª Delegacia, localizada na Boca do Rio, e pretende processar o
supermercado por danos morais.

A delegada de plantão da 9ª Delegacia, Maria Cristina Pereira, que
registrou a queixa de Rosemary, disse que vai intimar os responsáveis
da loja para que o fato seja esclarecido. “Entendemos que houve
constrangimento. Se ficar provado, vamos tomar as providências, como a
instauração de um inquérito”, afirma.

Segundo o marido de Rosemary, Ricardo Santana, que chegou ao local
depois da ligação da esposa, o gerente e o encarregado de segurança da
loja afirmaram que não podiam fazer nada e se mostraram despreparados
para lidar com a situação. “Eles mesmos ficaram desconcertados quando
colocamos os dois dentro do provador e mostramos que a câmera filmava
tudo”, conta Ricardo.

De acordo com Rosemary, ela ficou duas horas e meia dentro do
supermercado tentando resolver o problema, sem sucesso. “Eu só queria
que eles me mostrassem e apagassem as minhas imagens. Eles confirmaram
que a câmera estava ligada, mas não nos permitiram ver as imagens.”

O encarregado da segurança do GBarbosa, Jackson Costa, afirmou que não
podia mostrar as imagens por determinação da empresa. Depois da
reclamação de Rosemary, a única providência tomada pelo estabelecimento
foi a interdição daquele provador – único que a câmera filmava. As
atendentes do supermercado ainda tentaram reverter a situação, dizendo
à equipe de reportagem de A TARDE que aquele provador estava com
defeito e por isso estava fechado.

A gerente de setor, Priscila Portilho, entrou em contato com a
diretoria do GBarbosa. “Eles afirmaram que vão fazer uma vistoria no
local e pediram para que vocês aguardassem o resultado do laudo, mas eu
não sei informar qual o prazo para isso”. A cliente Rosemary disse
ainda que já havia usado provadores do GBarbosa para experimentar
biquínis, mas não tinha percebido a câmera.

Fonte: http://www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=885396

Veja mais em:

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL487883-5598,00.html

http://www.nenoticias.com.br/lery.php?var=1211284929

Origem:

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.