Fortaleza – Beira Mar fiscalizada

A instalação de câmeras de vigilância em espaços públicos faz parte de um
esquema de segurança presente em Fortaleza desde 1999. 

De acordo com o
coronel Aristóteles Coelho, titular da Coordenadoria Integrada de
Operações de Segurança (Ciops), as quatro unidades instaladas na
avenida Beira Mar estão lá monitorando o movimento. Segundo ele, a
fiscalização eletrônica, agora realizada em parceria com a Guarda
Municipal de Fortaleza (GMF) e Autarquia Municipal de Trânsito,
Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), que possui 34 unidades ligadas
nos principais cruzamentos da cidade, tem sido fundamental para coibir
a ocorrência de delitos. As imagens captadas pelas câmeras de
monitoramento do Controle de Tráfego em Área de Fortaleza (Ctafor), são
disponibilizadas à Polícia Militar.

Coelho diz que atualmente uma média de sete a 10 delitos é evitada
por dia no período de segunda a sexta-feira graças às câmeras. Nos fins
de semana, o número aumenta para cerca de 20 crimes que são coibidos.
Os casos mais freqüentes são pequenos furtos, roubo a pessoas, uso de
drogas e tentativas de instalação de equipamentos chupa-cabras em
caixas eletrônicos instalados em pontos públicos. Perguntado se o
número de ocorrências registrado agora é superior ao existente antes do
funcionamento da fiscalização eletrônica, o coronel disse que
precisaria fazer um levantamento dos dados.

Para o sociólogo Geovane Jacó de Freitas, especialista em Segurança
Pública, a fiscalização eletrônica presente em vias públicas tem
aspectos positivo e negativo. A favor, ele aponta o fato do Estado, na
impossibilidade de adotar políticas efetivas para coibir a
criminalidade, fazer uso do mecanismo para dar aos seus cidadãos a
sensação de que está seguro sob o olhar invisível do monitoramento
eletrônico. Freitas ressalta não existir dúvidas de que o mecanismo tem
coibido ações criminosas. Ao mesmo tempo, as câmeras representam um
ponto negativo para os cidadãos no que diz respeito ao anonimato e o
direito de ir e vir. O sociólogo destaca que dessa forma o Estado
aumenta o controle sobre todos os indivíduos. (Rosa Sá)

E-MAIS

– Fortaleza hoje conta com quatro câmeras de vigilância, todas na avenida Beira Mar.

– Os novos equipamentos serão instalados em postes de 15 metros de
altura. O Governo evitará instalar as câmeras nos locais onde já
existem as da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e
Cidadania (AMC).

– Algumas cidades do Brasil utilizam sistemas de monitoramento com
câmeras de segurança, como Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Cuiabá
(MT), Campos do Jordão (SP), Guarulhos (SP), Santa Cruz do Sul (RS) e
Curitiba (PR).

– O Parque do Cocó, que tem 1.312,30 hectares, está sendo tratado como Unidade de Conservação (UC) de proteção integral.

 

Origem: www.opovo.com.br

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.