Câmeras deixam Ibiporã mais segura

O
Centro de Ibiporã (Norte) está mais seguro desde ontem. Uma câmera de
monitoramento foi instalada no entroncamento das avenidas Paraná com
Getúlio Vargas, em uma área que abriga grande parte do comércio, além
da maior parte das agências bancárias. O equipamento, que tem a central
de monitoramento instalada na sede do 2º Pelotão da Polícia Militar
(PM), está em fase de teste. Até o final do ano, a previsão é instalar
um total de dez câmeras nos acessos de entrada e saída da cidade, na
Região Central e em pontos estratégicos onde os índices de ocorrências
são considerados mais críticos. A compra de equipamentos que será feita
pela prefeitura está em processo de licitação. 

A câmera que começou a funcionar ontem pela manhã permite a
visão em um ângulo de 360 graus, com alcance de zoom de 200 metros com
total nitidez, tanto de dia quanto à noite. As imagens podem ficar
armazenadas por 30 dias e ajudam no trabalho da polícia que continuará
fazendo a ronda na cidade. Hoje, uma viatura da polícia que fica no
local poderá ser deslocada para outros serviços, em caso de
necessidade. ”Se tivermos algum problema, os policiais serão acionados
imediatamente”, afirmou o 2º tenente da PM, Marcelo Barros do
Nascimento.

O equipamento será monitorado 24 horas por um PM, mas o
trabalho também contará com a ajuda de funcionários da prefeitura, que
serão treinados para essa função. ”É a polícia utilizando da
tecnologia para acompanhar e inibir a evolução da criminalidade. Da
mesma forma que deu certo em Londrina, acreditamos que dê certo aqui
também”, afirma Nascimento.

Ibiporã tem 50 mil habitantes e, segundo a polícia, nos
últimos anos conseguiu reduzir os índices de violência. Os maiores
registros são os furtos, que totalizaram 96 ocorrências neste primeiro
semestre do ano. No mesmo período, os roubos somam 79 registros. A
cidade também registrou este ano 8 homicídios (mesmo número de todo o
ano passado) – a maioria das vítimas envolvida em tráfico e consumo de
drogas. A polícia também prendeu 21 pessoas e apreendeu 31 armas.

Mais seguros

Com comércio no Centro da cidade há mais de 40 anos, Nagib
Issa, dono de uma loja de presentes e utilidades domésticas, está
satisfeito com a instalação da câmera. ”É uma idéia ótima. Precisamos
de segurança e o equipamento pode ajudar a inibir os assaltos”, disse.
O comerciante afirmou sofrer pequenos furtos no estabelecimento. ”O
bandido vai se sentir mais vigiado”.

O aposentado João Nóbrega, que anda com frequência pelo
Centro, inclusive para ir às agências bancárias, afirma que a câmera
vai dar uma maior sensação de segurança. ”É importante saber que as
pessoas serão monitoradas.”

Para quem passou por situações perigosas, como a proprietária
de uma farmácia, Sônia Regina Rossi, a instalação da câmera veio em boa
hora. ”Fomos assaltados no dia em que o equipamento estava sendo
instalado, na última 5 feira.” Ela conta que dois homens armados e
encapuzados invadiram a farmácia por volta das 20 horas, renderam
quatro funcionários e um cliente e levaram uma quantia em dinheiro.
”Estamos apoiando a instalação dos equipamentos. Acho que os assaltos
e os casos de vandalismo vão diminuir.”

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.