CMU quer monitoramento em repartições públicas

Após o incidente ocorrido na Unidade de Pronto Atendimento do São
Benedito, no último fim de semana, em que um paciente foi baleado e
faleceu, os vereadores retomam a discussão de implantar o sistema de
monitoramento eletrônico nas repartições públicas.

O projeto será levado na próxima segunda-feira (16) para plenário através de um projeto de lei de autoria do vereador Almir Silva (PR). A proposta consiste em tornar obrigatória a implantação de um sistema de monitoramento por meio de câmeras de vídeo nas escolas, Centro Popular de Compras, Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis), terminal rodoviário e Centros de Convivência Municipal, entre outros estabelecimentos públicos.

A questão também foi colocada esta semana pelo vereador Antônio Carlos Silva Nunes, Tony Carlos (PMDB). Segundo ele, projeto semelhante foi aprovado pelos vereadores na Legislatura passada e teve o veto do prefeito Anderson Adauto (PMDB) de vício de iniciativa, acabando por ser derrubado pela Câmara Municipal de Uberaba.
A proposta de Almir Silva deverá ter parecer de inconstitucionalidade, porém, nada impede que seja derrubado em plenário pelos vereadores. Almir Silva pode ainda transformar a proposta em requerimento ao prefeito Anderson Adauto (PMDB).

Vale lembrar que o projeto citado por Tony Carlos – de autoria de Afrânio Cardoso Lara de Resende (PP) – dispõe sobre o uso obrigatório de detectores de metais e circuito interno de câmeras de filmagem. A proposta do vereador visa a contribuir para a segurança pública do município. Caso estivesse sendo cumprido pelo município, a medida poderia ter evitado o episódio ocorrido na UPA São Benedito.

 

Origem: http://www.jornaldeuberaba.com.br/

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.