Governo investe em tecnologia para reforçar segurança em Aracaju


O Governo do Estado empregou cerca de R$ 8 milhões para conceber uma
das maiores ferramentas tecnológicas na área da Segurança Pública em
Sergipe.

O Centro Integrado de Operações Policiais (Ciosp), denominado novo 190, vai mudar a realidade na prestação do atendimento de urgência da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros e ainda na contabilização de estatísticas por parte da Polícia Civil. O atual sistema de emergência da PM foi inaugurado no ano de 1990 para atender as demandas da época. Após 19 anos, a ferramenta estava defasada e precisava passar por uma completa reestruturação como a que o Governo de Sergipe está fazendo.

De acordo com a tenente-coronel Dielle Viana, diretora da tecnologia da informação da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o antigo 190 recebia, até pouco tempo, cerca de cinco mil ligações diariamente, mas a capacidade de atendimento era de apenas 30% dessas chamadas. Hoje o novo serviço recebe 7 mil, com folga, já que o atendimento é feito quase sempre no primeiro toque. “Claro que vai gerar uma demanda extra nas ruas, mas teremos como fazer o registro e agilizar o atendimento pois, além dos recursos tecnológicos, o Ciosp é composto por fases que possibilitam o melhor desempenho dos serviços de emergência”, comentou.   

O novo 190 deverá ser inaugurado nos primeiros dias de abril pelo governador Marcelo Déda e o ministro da Justiça, Tarso Genro, para promover uma maior integração e monitoramento entre as polícias Militar, Civil e Técnica, e o Corpo de Bombeiros. O Centro organizará todas as chamadas para uma mesma central telefônica, redirecionando as ligações para os números de emergência das instituições.

O moderno sistema é o mesmo que foi utilizado em 2007 durante a realização dos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro e abriga no antigo prédio do Departamento Estadual de Infra-Estrutura Rodoviária de Sergipe (DER), localizado na avenida São Paulo, bairro José Conrado de Araújo, equipes das polícias Militar, Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros. Durante 24 horas, eles operarão os novos e modernos equipamentos, cuja função vai agilizar o atendimento e diminuir o tempo-resposta às ocorrências.

Para atender as chamadas da população, 88 funcionários de uma empresa contratada pelo Estado foram treinados por profissionais do Corpo de Bombeiros e das Polícias Militar, Civil e Técnica. Assim que o sistema for inaugurado, o cidadão que discar 190 ou 193 terá sua chamada encaminhada a uma central especialmente preparada para o atendimento de emergências, ou seja, o próprio sistema vai redirecionar a pessoa para o serviço que ela deseja.

Além do Ciosp, o Complexo de Tecnologia da Informação (CTI) vai abrigar a Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), responsável pela área de informática da SSP, de todas as polícias e do Corpo de Bombeiros. Outra inovação do CTI é o Centro de Estatística e Análise Criminal (CEAC), que será responsável pela base de dados que vai mapear os crimes na região metropolitana de Aracaju.

Monitoramento por câmeras

Junto com o Ciosp, Aracaju vai receber 16 câmeras na área do centro comercial de Aracaju, cuja atuação vai complementar os trabalhos das forças policiais nas ruas da capital. O secretário de Estado da Segurança Pública, Kércio Pinto, assinou um contrato com a Empresa baiana Flashnet – que atua no campo de telecomunicações e engenharia – para prestação dos serviços de instalação de câmeras de vídeo no centro comercial de Aracaju, no âmbito do Programa de Monitoramento Eletrônico Digital Urbano. As câmeras serão fixadas e vão cobrir toda a área que vai da Rua Itabaianinha até a Avenida Ivo do Prado e da Praça do Mercado Albano Franco até a Praça Fausto Cardoso, na esquina com a Rua Pacatuba.

O Projeto do Centro Comercial compreende a primeira das cinco etapas que compõem o Programa e demandou um investimento de mais de R$ 1 milhão. De acordo com Kércio Pinto, a iniciativa vai maximizar o trabalho ostensivo e de investigação da polícia.

“O centro comercial estará sendo monitorado 24h pelos profissionais da segurança pública. As câmeras servirão como os olhos da polícia, identificando os suspeitos de crime com maior rapidez e direcionando o efetivo para o local mais exato possível. Trata-se de um projeto moderno e atualizado, que possibilita oferecer às forças policiais o uso de tecnologia de ponta. As outras quatro etapas do Programa serão voltadas para a Avenida Francisco Porto e os bairros Siqueira Campos, Jardins e Atalaia”, diz o secretário.

Cada câmera possui um zoom de 35x, sendo 25 de zoom óptico e 10 de digital, o que significa um alcance de aproximadamente um quilômetro. Segundo o assessor especial da SSP, Nelson Nascimento, as imagens serão captadas e transmitidas em tempo real, via ondas de rádio, para uma estação rádio-base e remetidas para o Centro de Monitoramento e Controle, instalado no prédio do Ciosp.

 

Origem: http://www.faxaju.com.br/

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.