NIST recomenda especificações de vídeo do ONVIF como novo padrão de exportação para o FBI

NIST recomenda especificações do ONVIF como novo padrão de exportação de vídeo para o FBI.
NIST recomenda especificações do ONVIF como novo padrão de exportação de vídeo para o FBI.

O ONVIF anunciou recentemente que seu formato de exportação de arquivos, o Export File Format, que define as especificaçõs do ONVIF para a exportação de vídeo de plataformas de gravação de vídeo vigilância para segurança, é o novo padrão recomendado pelo Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) para a exportação e reprodução de gravações de videovigilância ou CFTV.

Em um projeto de pesquisa encomendado pelo FBI para ajudar na aplicação da lei em investigações forenses, o NIST trabalhou em conjunto com a ONVIF para adotar o Formato de Arquivo de Exportação para servir como os novos requisitos mínimos de interoperabilidade do FBI para exportar e compartilhar video de CFTV, agilizando o processo de reprodução de vídeo, possibilitando a compatibilidade de diferentes plataformas de gravação de vídeo entre diferentes fabricantes e desenvolvedores. Esses arquivos costumam ser exportados em formatos proprietários diferentes, dificultando a coleta, investigação, correlação e a análise dos dados de vídeo, conforme demonstrado pelo atentado a bomba da Maratona de Boston em 2013, no qual mais de 120 analistas do FBI analisaram mais de 13.000 vídeos antes de descobrir evidências chave nas gravações. A recomendação do NIST foi publicada em 06/06/2019 na forma da revisão 1 do NISTIR 8161, que substitui a revisão 0.

O Formato de Arquivo de Exportação ONVIF permitirá que agentes das forças policiais, assim como usuários particulares, conduzam investigações forenses de maneira mais rápida e eficiente usando vídeo de um incidente de diferentes fontes, sejam elas públicas ou privadas – independentemente do sistema de gravação que capturou originalmente o vídeo. O Export File Format também fará parte dos novos padrões mundiais a serem publicados este ano pela International Electrotechnical Commission (IEC) sobre o uso de sistemas de videovigilância em aplicações de segurança, aumentando a aplicabilidade deste formato padronizado ONVIF em escala global.

“Este é um passo importante para aproveitar as enormes quantidades de evidências de vídeo, produzidas por sistemas de vigilância por vídeo baseados em IP, que podem estar disponíveis para a aplicação da lei no caso de um incidente grave, bem como para qualquer usuário de um sistema de gravação de vídeo. precisam de acesso mais rápido e fácil a múltiplos arquivos de vídeo ”, disse Per Björkdahl, presidente do comitê de direção do ONVIF. “Ficamos muito satisfeitos em oferecer nossa especialização, especificamente de nossos especialistas técnicos, Dr. Hans Busch e Stefan Anderson, e fazer com que nosso trabalho em prol da interoperabilidade seja validado dessa forma pelas normas globais e pelas comunidades policiais.”

O relatório do NIST aborda detalhes técnicos como o uso do MP4 como formato de arquivo padronizado e inclui suporte para codecs de vídeo H.264, bem como variantes futuras para garantir a qualidade do vídeo. O vídeo exportado deve conter registros de data e hora do relógio UTC padronizados que correspondem a cada quadro de vídeo, com um horário de relógio UTC do sistema de exportação gravado, com um tempo de referência externo confiável determinado no momento da exportação do vídeo. O uso do Formato de Arquivo de Exportação ONVIF também fornecerá informações úteis de metadados exportadas (por exemplo, equipamento de gravação utilizado, tempo de criação do arquivo de exportação, nome do operador de exportação) e permitirá que o arquivo de vídeo seja assinado digitalmente para garantir a cadeia de custódia para fins de comprovação. .

Fundado em 2008, o ONVIF é um fórum da indústria líder e reconhecido que promove a interoperabilidade de produtos de segurança física baseados em IP. A organização tem uma base global de membros de empresas estabelecidas de câmeras, sistema de gerenciamento de vídeo e controle de acesso e mais de 12.000 produtos em conformidade com perfis. ONVIF oferece Perfil S para streaming de vídeo básico; Perfil G para armazenamento e recuperação de borda; Perfil C para controle de portas e gerenciamento de eventos; Perfil Q para instalação rápida, Perfil A para configuração de controle de acesso e Perfil T para streaming de vídeo avançado. O ONVIF continua a trabalhar com seus membros para expandir o número de soluções de interoperabilidade IP que os produtos em conformidade com ONVIF podem fornecer.

Mais informações sobre produtos em conformidade com o ONVIF, incluindo empresas associadas e seus modelos em conformidade, estão disponíveis no site do ONVIF: www.onvif.org.

Origem: SecurityInfoWatch.com

 

Marcelo Peres

mpperes@guiadocftv.com.br

Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Gostaria de sugerir alguma notícia ou entrar em contato, clique Aqui!

Importante: ‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.