Serviço da Genetec conecta soluções de diferentes localidades

O Federation-as-a-Service foi usado nos Jogos Mundiais das Olímpiadas Especiais de 2015

A Genetec desenvolveu uma solução chamada de Federation-as-a-Service (FaaS) para permitir que organizações com sistemas de segurança, distribuídos em diferentes localidades, centralizem suas operações de monitoramento ao mesmo tempo que diminuem os custos operacionais associados a manutenção de equipamentos.

O serviço, que é baseado na tecnologia na nuvem, agora é integrado com o Security Center 5.3 (SR 2) da Genetec e pode monitorar eventos, informação de estado e alarmes de dispositivos de vídeo, portas, câmeras com tecnologia de reconhecimento de placas e painéis de intrusão entre todas as instalações da empresa em tempo real, enquanto permite que as instalações mantenham a autonomia do seu sistemas de forma independente.

Com a Genetec sendo a responsável pelo hosting e pelo gerenciamento da infraestrutura na nuvem do Federation, o FaaS ajuda a minimizar a necessidade de hardwares nos locais e simplifica a administração e a manutenção necessária para gerenciar o sistema de monitoramento central. E este foi um dos motivos do porque o departamento de polícia de Los Angeles decidiu por usar o FaaS para garantir a segurança dos atletas e visitantes do Jogos Mundiais das Olimpíadas Especiais em 2015.

Durante os 12 dias de evento, o departamento usou a solução para conectar os postos de comando, monitorando mais de 400 câmeras de vídeo que estavam espalhadas por várias localidades, incluindo a Universidade de Califórnia, a Universidade do Sul da Californa, o Staples Center e o complexo de entretenimento LA Live, além dos complexos onde os atletas estavam, em Los Angeles e na cidade de Long Beach. Uma vez que a maioria dos locais já possuía um sistema de segurança central, a instalação do serviço foi fácil: nenhum servidor adicional nos locais era necessária, e a função do Federation facilitou a conexão de todos os locais.

Controlar o acesso aos sistemas e manter a privacidade de certas câmeras é essencial para formar uma parceria de sucesso entre todos os envolvidos. Por isso, o Federation-as-a-Service permite que os responsáveis de cada localidade definam quais câmeras serão compartilhadas, quais operadores podem ter acesso a elas, o quão longe um operador pode ir para ver algum vídeo gravado e que nível de controle o departamento de polícia poderia ter sobre as câmeras PTZ. Como o departamento precisava ser cautelosa para não sobrecarregar a rede no posto de comando, também era possível adaptar a qualidade da transmissão do vídeo quando múltiplas câmeras eram visualizadas ao mesmo tempo.

“Sem os serviços da Genetec, nós não seriamos capazes de garantir o mesmo nível de alerta e segurança em todos os locais nos Jogos”, disse Dennis Kato, comandante do departamento de polícia do comitê de organização dos Jogos Mundiais das Olimpíadas Especiais. “Nós fomos capazes de configurar um local para monitoramento centralizado que nos conectava as câmeras em todas as instalações”, explica.

origem: http://revistadigitalsecurity.com.br/2016-01-servico-da-genetec-conecta-solucoes-de-diferentes-localidades-20873

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.