Controle de acesso : Fortes investimentos para eventos esportivos

Segundo planejamento apresentado pela Secretaria de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça, até 2016, a área de segurança de grandes eventos receberá investimentos federais no valor de R$ 2,32 bilhões, dos quais R$ 1,17 bilhões para a Copa do Mundo – parte deles já aplicados na Copa das Confederações – e R$ 1,15 bilhões para os Jogos Olímpicos.

Dentre estes investimentos estão as soluções de controle de acesso, utilizadas para controlar, gerenciar e auditar o acesso de pessoas, veículos e bens em áreas de circulação restrita. O controle de acesso reúne vários sistemas eletrônicos (controladoras, leitoras biométricas de reconhecimento facial/digital, fechaduras, entre outros) acionando barreiras físicas (portas, portões, cancelas, entre outros).

 Segundo Natan Cuglovici, diretor da VAULT, empresa especializada em Barreiras Físicas de Alta Segurança (Equipamentos Blindados, Bollards e Projetos Especiais) e Sistemas Integrados de Segurança (Controle de Acesso, CFTV e Alarmes), o mercado de controle de acesso existe há muitos anos no Brasil, porém, começou a desenvolver-se mais rapidamente nos últimos anos, devido à cultura trazida por empresas multinacionais ao Brasil. “É uma das vertentes dos sistemas eletrônicos de segurança com taxa de crescimento mais alta. Requer alta especialização, sendo que os sistemas podem ser bem complexos”, complementa Cuglovici.

 De acordo com o executivo, basicamente, os equipamentos envolvidos são:

– Controladora de acesso: equipamento que possui inteligência distribuída, responsável por controlar, propriamente dito, os dados e permissões de cada usuário do sistema de acesso, no local em que se encontra a barreira física;

 – Leitora: equipamento responsável pela identificação do usuário, informando essa identidade para a controladora, que por sua vez tomará a decisão sobre a permissão de acesso deste usuário, de acordo com as políticas de acesso previamente cadastradas nesta. Pode ser de tecnologia RFID, biométrica, código numerico, etc.

 – Fechadura eletrônica: equipamento responsável por trancar a barreira (porta, portão…), com a força necessária de acordo com a necessidade e nível de segurança requerida para o local. Podem ser de diversos tipos: “falha-aberta”, como eletroímãs, que em caso de emergências, como incêndio, podem automaticamente liberar as rotas de fuga; ou “falha-fechada”, como solenóides, que em caso de emergência, trancam definitivamente protegendo a propriedade por trás delas.

 – Fonte de alimentação: equipamento que fornece energia à controladora, leitoras, fechaduras, em cada local de acesso controlado, e que normalmente possui um backup de bateria, para que em caso de interrupção no fornecimento elétrico, tenha autonomia para que estes equipamentos possam funcionar por um limitado período de tempo adicional.

 – Acessórios: catracas, torniquetes, cancelas, botoeiras de requisição de saída, passa-cabos, dispositivo de liberação de emergência tipo “quebra-vidro”… e todos outros equipamentos que componham a solução de acesso de acordo com as necessidades do cliente.

 – Servidor equipado com software de Controle de Acesso: responsável pela administração das controladoras, bem como atualizar todas as políticas de segurança e receber e guardar em um banco de dados todas as transações que ocorrem nas mesmas.

 Através de um único software de gerenciamento, podemos integrar o sistema de controle de acesso a:

 . Integração com o sistema de CFTV ; Integração com alarme; Integração com elevadores; Integração com sistema de incêndio; Integração com a ronda de guarda.

origem: www.vaultbr.com

Sirlei Madruga de Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’ 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.