Insegurança alavanca vendas

Quando
o poder público não dá conta de todas as demandas de um determinado
setor, a população busca alternativas no setor privado.

Com
o crescimento da criminalidade e da insegurança de empresários,
lojistas e moradores, é crescente a venda de equipamentos de segurança.
Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de
Segurança (Abese), no Brasil aproximadamente 88% das vendas do setor são
dirigidas a locais não residenciais, mas já cresce a procura por mais
segurança dentro dos lares. Nos últimos dez anos, o mercado de sistemas
eletrônicos de segurança vem crescendo com taxas médias de 11% por ano.
Em 2011, o setor movimentou cerca de US$ 1,8 bilhão de dólares.
Em Montes Claros, a gerente comercial de uma loja de equipamentos de
segurança, Marilda Prates Maia, aponta que é visível a expansão do
setor. “Antes esses itens eram característicos de bairros nobres, mas
hoje estão presentes mesmo em todos os bairros”


“As pessoas usam equipamento de prisão para se sentirem seguras em suas casas,
professora universitária Simone Narciso Lessa,  ela acabou por aderir aos equipamentos eletrônicos após adquirir uma casa numa rua onde três vizinhos foram assaltados

 

 

origem:http://www.abese.org.br/clipping30-07-2012/#a1


Sirlei Madruga de
Oliveira

sirlei@guiadocftv.com.br

Editora do Guia do
CFTV


Avalie
esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma
informação incorreta ou algum erro no texto?

Importante:

Todos
os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das
fontes aqui indicadas, jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer
responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão. Tudo que
é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte
redatora.’ 

 

Sirlei Madruga

Sirlei Maria Guia do CFTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.