Câmeras Flagram ações terroristas no Brás

Polícia investiga ações terroristas no Brás onde as câmeras mostraram quando três homens puseram material na porta de shopping.
Fogo destruiu 28 lojas e pode ter sido provocado por camelôs.

A polícia investiga ações terroristas na região do Brás, Centro de São Paulo. Há fortes indícios de que o incêndio que começou na noite de segunda-feira (18) e que destruiu 28 lojas de roupas num shopping da região foi provocado por um ato de vandalismo dos camelôs. Câmeras de segurança registraram o momento em que três homens colocam material suspeito na porta do shopping.

O incêndio no pequeno shopping fez tudo virar cinzas da noite para o dia. “Eu tinha uns R$ 15 mil de mercadorias mais R$ 6 mil em dinheiro, cheque, cartão, tudo lá dentro e não pode ficar assim”, diz a vendedora Dite Jovina de Lima.

Os comerciantes acreditam que o incêndio foi mais uma ação de vandalismo provocada pelos camelôs expulsos da região do Brás. “Eu acredito que sejam os camelôs porque eles não estão podendo montar as bancas. Então o manifesto é que todas as lojas têm que abaixar as portas. Acredito que eles tenham feito isso também”.

As ações da prefeitura desde o mês passado já retiraram mais de 1700 ambulantes ilegais do Brás. E até o subprefeito Eduardo Odulak diz que foi vítima dessa onda de violência. “Estão cada vez mais pressionados e em desespero, tanto que tentaram virar o meu carro na semana passada, agora eles estão começando a tentar agredir o comércio formal”, disse o subprefeito.

O conflito entre camelôs e lojistas já foi denunciado na delegacia. Os donos das lojas reclamam da tentativa desesperada dos ambulantes de tentar fechar o comércio formal. Uma ação demonstrada em atos de vandalismo.

As imagens de uma câmera de vigilância foram gravadas antes do incêndio. Três homens se aproximaram da loja. Colocaram cola e palitos nas fechaduras para evitar que o shopping fosse aberto pela manhã. A porta já apresentava manchas de fogo.

A polícia abriu inquérito em que os principais suspeitos são os camelôs ilegais. Engenheiros da prefeitura vistoriaram os dois prédios vizinhos ao shopping. Ambos foram interditados e terão que passar por uma reforma para serem liberados.

A Associação dos Lojistas do Brás informou, por meio de nota, que “ressalta a importância de uma investigação pelas autoridades competentes, que apure os fatos e tome providências urgentes”. A associação disse que espera que os culpados sejam punidos e que o policiamento do bairro seja aumentado durante o dia e a noite.

Origem: http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL55184-5605,00.html

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.