Governo do DF investe em câmeras de segurança

O governo do Distrito Federal instalará equipamento em locais públicos e no sistema de transporte.

Para conter o crescimento da violência no Distrito Federal, o governo local, em parceria com o governo federal, iniciou uma série de ações voltadas para a prevenção de crimes. No dia 22 de outubro, 29 câmeras de segurança serão instaladas na cidade de Itapoã, apontada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP/DF) como uma das mais violentas do DF. Em novembro, o governo pretende iniciar a instalação de câmeras no interior de ônibus e micro-ônibus.

A medida têm o objetivo de reduzir os índices de violência registrados durante o primeiro semestre do ano, que apresentaram um crescimento de 7,4% em comparação com o mesmo período do ano passado.
Segundo o coordenador do programa Território da Paz no DF, Ney Ferreira dos Santos, as primeiras câmeras de segurança serão instaladas em regiões que apresentam elevados índices de violência. A iniciativa é desenvolvida pela Secretaria de Justiça (Sejus), em parceria com a Secretaria de Segurança Pública, por meio do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (Pronasci).

“Vamos começar pela cidade de Itapoã, escolhida pelo Pronasci para inaugurar o projeto no DF. A instalação das câmeras está prevista para o dia 22 de outubro; como a empresa responsável pelo serviço não é de Brasília, ainda precisamos da autorização do Conselho Regional Administrativo do Distrito Federal (Crea/DF) para iniciar o programa. Outras cidades poderão receber as câmeras de segurança, como a Estrutural e o Araponga”, disse Ney Ferreira.

Ele informou que o valor total destinado à Itapoã é de R$ 890 mil. “O dinheiro será utilizado para a compra e instalação dos equipamentos de segurança e o monitoramento das imagens será realizado pela Polícia Militar”, explicou.

O secretário de Segurança Pública, Valmir Lemos, informou que os recursos destinados à segurança da população aumentaram nos últimos anos em decorrência dos investimentos feitos pelo governo federal para realizar as políticas públicas estabelecidas no Pronasci.

“O valor dos recursos recebidos do governo federal, no período entre 2007 e 2009, foi de aproximadamente R$ 47 milhões. Entendemos que o combate à violência e a criminalidade envolve outras ações além do policiamento ostensivo e repressivo qualificado, e todos os recursos destinados à segurança pública, exceto aqueles utilizados para o pagamento dos servidores e manutenção das estruturas físicas da secretaria, estão sendo canalizados para as áreas de prevenção e capacitação técnica, como instalação de câmeras de monitoramento em áreas de maior risco, consulta a banco de dados, formulação de políticas sociais para o combate à criminalidade e compra de equipamentos de segurança pessoal”, disse Lemos.

 

 

Origem: http://www.tribunadobrasil.com.br/site/index.php?p=noticias_ver&id=740

 
Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários e sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Importante:

‘Todos os Conteúdos divulgados decorrem de informações provenientes das fontes aqui indicadas,
jamais caberá ao Guia do CFTV qualquer responsabilidade pelo seu conteúdo, veracidade e exatidão.
Tudo que é divulgado é de exclusiva responsabilidade do autor e ou fonte redatora.’

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.