Deputados aprovam chip de rastreamento de presos

Casa Civil afirma que o aval de governador Serra sai até final do mês.

A Assembléia Legislativa aprovou projeto de lei que obriga uso de pulseiras ou tornozeleiras com chip eletrônico em presos em liberdade temporária. A proposta é de autoria do deputado Baleia Rossi (PMDB).

De acordo com a Casa Civil, o documento será avaliado e, até o final do mês, o governador José Serra (PSDB) dará a sentença.

No ano passado, o próprio governador disse, em reunião com representante de outros estados, da importância do monitoramento de presos em saídas temporárias ou liberdade provisória.

“O Serra conhece o projeto e sinalizou positivamente. O teor o agrada, mas terá de passar por avaliação jurídica”, afirma Baleia.

Segundo o promotor Antônio Baldin, seria ótimo se o projeto virasse lei.

“Esse monitoramento vai ajudar a acabar com o sentimento de impunidade que a sociedade sente hoje. A tornozeleira eletrônica passa a ser uma barreira.”

Segundo Baldin, o maior beneficiado será o próprio preso. “A reincidência o prejudica e agrava a pena.”

O presidente da Assembléia Legislativa, Vaz de Lima (PSDB), afirma que a expectativa é de que o governador aprove a lei. Vaz cita dois exemplos que, para ele, preocupam a sociedade há bastante tempo.

“No ano passado, em todo o Estado, de 10.813 presos que saíram em indultos, 513 não voltaram. Neste ano, no feriado da Páscoa, 18.130 foram liberados e 1.030 não retornaram.”

Veja mais em:

http://www.atarde.com.br/politica/noticia.jsf?id=862832
http://www.bomdiariopreto.com.br/index.asp?jbd=1&id=240&mat=124235

Marcelo Peres
Editor do Guia do CFTV

Avalie esta notícia, mande seus comentários, de suas sugestões. Encontrou alguma informação incorreta ou algum erro no texto?

Escreva para mim:
mpperes@guiadocftv.com.br

Eng° Marcelo Peres

Eng° Eletricista Enfase em Eletrônica e TI, Técnico em Eletrônica, Consultor de Tecnologia, Projetista, Supervisor Técnico, Instrutor e Palestrante de Sistemas de Segurança, Segurança, TI, Sem Fio, Usuário Linux.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.